biblioteca klementinum

Foto: Bruno Delzant

O quê?

Um blog. De escrita. Explicação óbvia. Outra? Escrita é uma paixão. Minha e, provavelmente, sua. Se for, considere aberto o espaço para trocarmos experiências e compartilhar histórias dessa jornada.

 

Histórias. E ferramentas, teorias, estruturas e outras formas de conteúdo. Tudo que fez e faz diferença no meu dia a dia. E que, confio, fará no seu.

Existe, igualmente, uma urgência em olhar para o fazer artístico. Extrapolar o ofício da escrita (já imenso, infindável) e pensar além. Pensar sobre a prática da singularidade; da totalidade do que somos. Do que podemos ser. Escutar nossas vozes, descobrir o que nos faz brilhar. Sem renegar nossos medos, bloqueios, sombras, que, se existem, é para serem cuidados. Um cuidado com nós mesmos. Com nossa arte, e com o nosso Eu Criador, nosso Eu Artista.

... E se a arte, a Grande Arte, for um campo de experiência para fazer diferente, quando estamos entre iguais? E de ousarmos encontrar tudo que nos torna iguais, quando nos destacam como diferentes?

Escrever não é fácil. Eu já achei que fosse só deixar fluir, colocar palavras no papel. Hoje, já não acho mais. Fazer arte exige um compromisso com o aprendizado e o autoconhecimento. Não é fácil. O que não quer dizer que precise ser sempre difícil. Sério. Sisudo. Brincar é parte do processo. Da criatividade. Porque, no final, nem desistir é tão simples assim. É doloroso tentar calar aquela voz que vive dentro de nós, querendo contar as mais belas histórias para o mundo.

Assim, se você, como eu, precisa da arte, como todo seu ser, eis aqui mais uma casa oferecendo ajuda para encontrá-la.

Minhas boas-vindas...

Quem?

Me formei em Publicidade e Propaganda. Sou ator. E estudioso de dinâmicas criativas, há mais de quinze anos. Desde 2017, trabalho conduzindo processos de autoconhecimento artístico, mesclando todas essas áreas (e outras).

Porque também me aventurei em aulas de improvisação teatral. Fiz diversos cursos de escrita criativa. Produção e projeto editorial. Marketing digital. História da arte. Mitologia. Antroposofia. E, minha nossa, li muito. Leio, porque amo estudar.

Vários Livros Abertos

Como?

O blog conta com as seguintes categorias:

Viver Artístico: como descobrir e enfrentar as barreiras que teimam em surgir, no caminho de quem ousa fazer diferente?

Durante a Escrita: quais são as práticas e conhecimentos existentes, nesse mundão afora, que podem nos ajudar a escrever melhor? 

Depois de Escrever: o que vem depois de terminarmos de colocar as palavras no papel?

Utilidades: dicas, ferramentas e outros artefatos valiosos para prática do nosso ofício.

Por fim, a razão de você estar aqui. Eu escrevo. Desde 2008, botei na cabeça essa ideia (maluca) de ser escritor? De ser escritor de verdade, sabe? De viver disso, ou, no mínimo, viver sempre com isso. Por perto, todo dia.

Cumpri à perfeição? Que nada. Escrevi um bocado, sim, e errei mais do que acertei. Até agora. Porque nos últimos tempos, mudei muito. Em cada etapa, aprendi sobre escrita, livros e sobre mim. Aprendi a me reinventar. A enxergar que, sim, eu posso fazer essa vida acontecer. Não é um sonho, apenas. Eu posso viver de arte.

Para tanto, o mais importante? Me manter escrevendo. Todo dia. Livros virão (muita hora nessa calma). Entre eles, este blog, para guardar o que me é caro. Guardar, compartilhar, trocar... Aproveite. Eu irei.